Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2008

SeM pAlAvRaSs

quinta-feira, 18 de setembro de 2008 20:51h

Estou há mais de uma semana tentando atualizar o blog, mas me faltam palavras, coerência e principalmente paciência. Gosto de escrever quando estou sozinha – ou pelo menos quando me ‘deixam’ com meus pensamentos a vagar por um mundo incerto, mas ultimamente venho sendo perturbada (muito barulho, falação, aff, chego a ficar irritada).
Creio que essa coisa de blog realmente vicia – eu pelo menos quase tenho um ataque de fúria quando fico sem net ou quando uma pessoa não pára de falar ao meu lado, justo na hora que estou tentando escrever. Cara, isso pode até parecer chatice, mas é verdade.
Um bom texto, seja ele breve ou não, precisa ser trabalhado delicadamente, afinal em um blog você acaba se expondo, então a necessidade que as pessoas lêem e te entendam é maior.
Trabalhar a noite está sendo bom... Passo mais tempo com as crianças, fico mais em casa... mas em compensação estou aprendendo na marra a lidar de vez com a solidão. Sabe, você decid…

tUm-TuM... eH eLe q Tah No CoMandO!

sexta-feira, 5 de setembro de 2008 22:21h

Sinto-me como um iceberg frio e solitário.
Às vezes tenho a nítida sensação que estou fazendo tudo errado em busca de uma perfeição que não existe, pois não há pessoas perfeitas, amores perfeitos, momentos perfeitos. É tudo ou nada.
A gente passa anos buscando uma felicidade ilusória. Mas pra ser franca, ela está aqui dentro do meu peito e dentro do seu. Pulsando, batendo forte a cada emoção. Se parar, a vida morre.
Se acelerar nos sentimos mal, com a sensação que o mundo está rodando e te deixando em meia a ventania.
Se bater lentamente, achamos que o fim está próximo e nos enchemos de temor.
Na verdade, ninguém quer sair de cena. O coração é o único (embora eu saiba o básico da anatomia humana) prefiro acreditar que é ele quem comanda a vida e não o cérebro.
É ele que nos permite amar, odiar, sentir. Nos faz feliz e infeliz em questão de segundos. É a porta de entrada da nossa fé e receptor das pessoas que ali ficarão.
O meu, embora tenhamos vár…

O aNjOo cHaMa-Se MãE

terça-feira, 2 de setembro de 2008 21:12h

Boa noite galera!
É... acreditem! Numa noite maravilhosa dessa e eu estou aqui no trabalho. Passei para o turno da noite, mais calmo, mais sussa... sem a presença de chefes e dos restantes dos índios.
Não sei ainda se fiz a escolha certa em passar para o turno da noite, mas realmente veio a calhar. Estou esgotada, precisando de momentos de reflexões.
Sinto apenas em deixar minhas pequenas em casa, já que elas são tão acostumadas com minha presença durante a noite. Chegarei e elas estarão dormindo o sono dos inocentes... uma pena!
A Luiza cada dia me surpreende. É um amor incomum. Ela tem tanta adoração por mim, me passa tanta paz. A Bruna também, mas já começa a dar os primeiros passos para sua independência (mais é frágil como uma rosa). Eu sonho com elas crescidas ao meu lado... será que vão dividir suas vidas comigo? Será que sempre terão essa doçura no olhar?
Estou batalhando para isso. Eu quero que pelo menos elas tenham orgulho dessa mãe aqui…

sOzInHaA, mAs eM pAz!

segunda-feira, 1 de setembro de 2008 17:16h

Estou tipicamente chata. A cartelinha do anticoncepcional chegou ao fim e com ela lá se foi o meu bom humor, meu animo e alegria. Ei, não tenho vergonha nenhuma em admitir que sofro de TPM – ainda mais quando estou sozinha. Cara, tenho grande facilidade em associar a perda de algo como coisa normal, agora se tratando de pessoas e relacionamentos, vixi sou um problema. Claro que não me enquadro à aquelas mulheres fanáticas, grudentas e que não aceitam a perda ou o fim (isso jamais – sou passiva demais para me dar ao luxo).
Aceito perder um amor, mas aqui dentro as coisas não são tão fáceis assim. Eu encaro uma espécie de luto pelo ex e passo até meses para me livrar do defunto-vivo (morto para mim e vivíssimo para o mundo).
Ressaltando que sou assim, desde que curta o tal fulano, caso contrário eu nem me abalo.
Coloquei um fim em mais um relacionamento e isso está doendo deveras. Mas foram meses juntando o lado bom e o lado ruim (mais ruins é …