Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2009

LiVrE-Se ou Ame-Os

Assombrações, você acredita?
Eu sim, não necessariamente em assombrações, pois esse termo é meio forte para nossos próprios fantasmas, ok?
Ressaltando que não vou mencionar aqui ‘assombrações’ do tipo almas penadas e afins, pois creio que os fantasmas têm residência própria, no fundo da alma de cada um.

Uns são fantasmas vivos que necessariamente por um motivo qualquer colocamos de molho dentro de nosso ego, outros vivem lá apenas como lembranças. Mas sempre... Sempre um deles aparece numa tarde ou noite qualquer para nos assombrar, pelo menos os meus, é óbvio.

O passado pra mim é um fantasma com nome e sobrenome. Coisas que não quero lembrar, que insisto em esquecer, do nada me aparecem como criaturas horripilantes, de causar medo (opa, não que eu tenha sido algo monstruoso, mas falo sim de fantasmas sentimentais).
Quando o sentimento está vivo feito uma flor egoistamente bela, tudo se é maravilhoso. O céu, a terra, as pessoas, você... Seu eu, sua alma, sua cor... Agora quando o sentiment…

TOdO cUiDaDOo eH pOkoO

Não agüento mais a paranóia desse povo com a Influenza A (gripe suína). Estava hoje, sentadinha aguardando ser chamada em uma consulta médica de rotina, quando do nada (devido ser alérgica a perfume e, diga-se de passagem, com o meu próprio), quando tive um ataque de espirros...
Atchin-1, Atchin-2, 3, 4 e quando ia para o quinto espirro, eis que o pessoal da sala de espera começaram a me olhar apavorados. Olhei para o lado e para o outro e foi inevitável não me senti um vírus ambulante!
Tive que usar minha doce cara de pau e dizer a mim mesma em alto e bom som... “eita alergia danada”. Só assim percebi o pessoal relaxando nas cadeiras (risos).

Está certo que a tal Influenza A não está de brincadeira e vem causando destruição por onde passa. Destrói vidas saudáveis, leva consigo sonhos de uma vida inteira... Lamentável. Sorte, muita sorte dos quais não são totalmente devastados e conseguem vencer a doença.

Não tem como ser negligente quanto ao assunto galera. O fato está aí exposto todo di…

ReFliTaAa

Nosso medo mais profundo, é reconhecer que somos inconcebivelmente poderosos....
Não é a nossa escuridão e sim a nossa luz que mais atemoriza (...).
Ao permitir que nossa luz se irradie, estamos permitindo, sem nos dar conta, que outras pessoas façam o mesmo.
Ao nos libertar dos nossos medos, nossa presença automaticamente liberta os outros” “Nelson Mandela” P.s.; Gentiii! Foi maussss, mas esqueci de postar uma palavrinha aqui ontem sobre o niver da minha irmãzinha Loh. Ontem ela completou 16 aninhos (eitaa idade boa) e como eu me sinto meio mãe dela, imagina como ficou meu coração né? Poxa, ela é tão importante pra mim... tão necessária na minha vida que eu não posso querer menos que ela seja muito feliz e que conquiste todos os sonhos, pois sua luz é extremamente bela. Loh, te amo muito, muitãooo mesmo. Parabéns minha florzinhAaa!!! by Jana

(DeS) nEcEsSáriA fUmAciNhA!

Olha a lei antitabagista ai gente!
Coisa mais chata, mas necessária, admito sem um pingo de dúvida.
Sou fumante e daí?
Sei dos riscos (ainda mais sendo asmática), sei das conseqüências e cá entre nós, morro de medo. Mas como evitar aquela ansiedade sacana que me invade do nada?? Como evitar a minha velha convivência com meu ini(a)migo nº 1? Sei lá. Só sei que por enquanto não consigo abandoná-lo, evitá-lo ou qualquer coisa parecida.

Mas sou a favor da lei. Ninguém merece conviver com um fumante e quem dirá inspirar sua baforada em meio a um local fechado. Sim, sim... é maravilhoso fumar dançando, é maravilhoso se gabar de um amigo tão potente em suas mãos... e Não, não é nada agradável não ser fumante nessas horas!

Essa lei veio apenas como uma cutucada, como aquelas placas de “Pare”. Nós fumantes estamos apenas sendo obrigados a estarem conscientes de que nem todo mundo se embriaga e sente tanto prazer com uma fumacinha. Isso é justo!

Pelo menos agora, sempre quando me disponho a acender u…