sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

AmAnhEceR


A brisa da manhã massageia meu rosto, num eterno carinho...
Ah, que bom seria se o ar fosse tão fresco durante todo o dia como no amanhecer (será que já foi assim algum dia??).
Meu trajeto é silencioso (não ouço nem mesmo os pássaros – talvez por ainda estarem todos dormindo)...Tudo que tenho a frente é um céu ainda estrelado, ruas desertas e uma lua saindo de cena, demoradamente... como se não tivesse pressa em ir embora, como se quisesse me presentear com mais alguns minutos de um final de noite maravilhoso...
Ouço as batidas suaves do meu coração... meus pensamentos estão em desalinho, afinal estou acordando agora (meu corpo geralmente demora a reagir as atividades de meu cérebro altamente funcional)...
Meu companheiro de batalha é meu velho e camarada MP4... sempre aqui no meu bolso, pronto a qualquer movimento...
Sentei na calçada. Só eu e a Lua.
Um homem passou por mim e com certeza achou a cena um pouco estranha... Uma mulher sentada na calçada em plena 05:30h da matina... cabelos molhados... e ouvindo música??!!
(risos)
Tive que rir baixo, só pra mim.

Nunca tive medo da matina, muito menos dos seus mistérios...
Sempre me senti plenamente à vontade nos braços da noite solitária...
Tenho medo do escuro sim, mas dentro de casa – vai entender!

A noite serve para os românticos se sentirem libertos. O orvalho lava qualquer vestígio de tristeza e ar fresco matutino é como um poderoso calmante de tarja preta – com venda apenas sob prescrição divina – basta ter coragem de sair perambulando por aí, pela madrugada...

Pouco menos de vinte dias eu estarei desfrutando dessa calmaria, desse momento especial (afinal estou cobrindo o descanso de alguém novamente aqui no trabalho).

Tic-Tac...as horas vão passando...
Agora o sol já está a pino... Grandioso lá fora, feito um rei. Ainda não me levantei dessa cadeira para contemplá-lo (gosto mais da noite), mas farei minha parte! Darei a atenção devida – só para que ele desapareça logo ao horizonte e traga pra mim mais uma vez o vento suave da noite...

Um dia sei que vou sentir saudades de tudo isso!

Uma boa sexta-feira a todos!
Bjin
Jana

Um comentário:

Pleiba disse...

Olha, se eu tivesse um talento como o seu eu iria ser um compositor...
O que vc escreveu não são palavras apenas, são sentidos da vida da natureza... isso é mto grandioso, não sei se faz idéia do que vc escrever, mas uma coisa te digo...ISSO AKI NO SEU BLOG É DIVINO!!!
BJUZZZ