Pular para o conteúdo principal

VivEr eM vOcÊ




Hoje eu escolho viver em você!!!
(hmmm não se assuste!)
Quero conhecer cada detalhe seu, os defeitos, as qualidades e invadir sua opinião em todos os fatos.
A jornada vai ser longa, afinal percorrer seu intimo não é uma tarefa tão fácil assim...

Huuummm começo pela corrente sanguínea, essa me levará a todos os caminhos e me fará descobrir as respostas que tanto preciso.
Entrei!
Puts.. ta escuro aqui!

Percebi que durante seu sono tudo se é tranqüilo dentro de você... as correntes fluem normalmente, sem pressa, sem agitação... Seus pensamentos são mais puros, sua respiração é suave... Tão suave como as batidas de seu coração...
Pra ser sincera, não quero que acorde mais não!

Mas não demora e você reflete pra mim sua primeira visão... você!
Credo, quanto desamor...
Pra mim você é tão perfeito! Tão lindo e absoluto...
Possui os traços de um príncipe, a boca perfeita e que tanto me ilude, os olhos que eu sempre procurei...
Por que então fala coisas desconexas no espelho?

Ah, se soubesse que eu te amo tanto...
Com certeza gostaria mais de si próprio e não tentaria encontrar seus defeitos numa manhã qualquer.

Continuo...

Passo pela sua casa mental e me assusto! Quanta informação, quanto cantos obscuros. Você tem cada opinião sobre o mundo, sobre os outros, aiii e sobre mim (e nunca me demonstrou nada)...
Fascinante estar aqui!
É como entrar por um corredor cheio de salas...
Sua mente é linda e até compreensiva eu diria. Apenas teria que se livrar da sala do medo e das frustrações. Ela não servirá pra nada mesmo ao longo de sua vida. Livre-se dela, ok?

Vi fotos, remexi brinquedos antigos, lugares por onde passou, pessoas que amou... Tudo tão intacto em sua memória...
Toquei suas tristezas, angustias, decepções... e chorei bastante nesse momento!
Me animei apenas quando pude sentir suas alegrias, pude reviver seus momentos bons e vibrei quando abracei suas boas lembranças... foi difícil abandonar essa parte... me custou muito, afinal seu sorriso é o que mais gosto de observar quando estou aí fora...

Deixei tudo no lugar, fechei as portas das salas e continuei por uma descida, sentido a luz do vaso sanguíneo... O caminho foi longo, ora eu cansava e me sentava e em outras me aventurava, afinal esse seu mundo não acaba...
Cheguei na casa principal e que mais me interessava, seu coração!

Tive medo de entrar, mas a porta estava entreaberta... chamei e várias vozes consegui identificar... eram vozes de seus pais, seus irmãos, sobrinhos, amigos, conhecidos e outras tantas. Ainda assim, não consigo descrever as emoções que senti ali... Era uma avalanche de sentimentos... FIQUEI CONFUSA!
Dependeria de tempo para poder classificar um a um...
Só posso afirmar que o amor que existe em você é tremendo, é maravilhoso...

Ninguém me tira a sensação boa de sentir seu cheiro e muito menos a formosura que é observar o bom funcionamento dos seus órgãos vitais... tudo na mais perfeita ordem.
(Agradeço aos céus por isso)

Resolvi parar por aqui...

Fiz essa viagem para te conhecer melhor e acabei me apaixonando mais...
Fiz tudo isso para constatar seus defeitos, mas tudo que pude ver e sentir foi a perfeição num ser único como você...

Ainda assim, prefiro te observar daqui (de fora)...
Nada melhor do que ‘tentar’ adivinhar seus sentidos, suas ações... e te conquistar.
Afinal essa é minha real missão,
Pois agora eu só quero viver você, coração!
Sz Sz Sz Sz
kiss by Jana

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FrOntEirAs dA ViDa

As fronteiras são simultâneas, vão e vem sem que gritemos por sua necessidade, elas apenas acontecem e se colocam como uma linha imaginável entre o certo e o errado. Somos educados apenas para respeitá-las, como reais limitações. A fronteira de uma vida tem fases, nomes, sentimentos e emoções. Quando pequenos nossa fronteira chama-se tempo. Ela nos impede de termos a noção de nossas escolhas, nos colocam um freio e vivenciamos um mundo infantil, totalmente alheio, tão imensamente inocente. Depois a fronteira se estende e entramos numa espécie de confusões e anseios infinitos e de difícil moderação. Somos enfim, adolescentes.
Apáticos, alegres e dificilmente compreendidos. A fronteira é única, a de um mundo de ilusões sem fim. Tudo acontece, tudo se perde da maneira como se chega.
A fronteira da maturidade é a felicidade...
Certo? Errado? Não mais. A questão agora é tudo ou nada. Ou tenho tudo ou não tenho nada. Quero meus sonhos aqui agora, ou não os quero mais. Abandono-os na fronteira …

Amizade conveniente

Hoje acordei com saudade de ter um amigo por perto. De jogar conversa fora, de dar aquelas velhas gargalhadas ou simplesmente de olhar para o tal amigo e desvendar suas mensagens codificadas, sejam elas quais forem (através de um olhar, de um gesto, de meias palavras ou de seu próprio silêncio). Li certa vez que “amigos são anjos que Deus colocou a nossa volta”, será que isso bate com a realidade??
Só acho uma tarefa um tanto quanto difícil. Imagina entender a alma alheia? Decifrar códigos, saber suas cores preferidas, o que gosta ou que não gosta, aceitar numa boa suas opiniões (mesmo tendo a sua totalmente contrária) e acima de tudo apoiar-lhe quando as chances de acertos são nulas e “seu amigo” não enxerga isto.
A probabilidade de ser ter um amigo fiel – justo – perfeito é de 0,05% (acha pouco?) então saia pelas ruas e pergunte ao número de pessoas que quiser se este ou aquele já não foi traído por um amigo??? Cara, você vai se surpreender... As pessoas se traem a todo instante. E …

** Na BrinCadeiRa, eu diGo a VerDade **

Certas palavras são ditas como por brincadeira, meio sem jeito... toda tímida... Mas são palavras... Que não voam com o tempo, permanecem com vida! Às vezes digo que amo, outras nem isso...
Mas basta ver aqui na menina dos meus olhos a alegria de estar com você o êxtase, o sorriso solto, minha maneira sem jeito de mostrar que me faz falta
Falta da felicidade eternizada na memória das lembranças boas
Fico sempre com a platéia das emoções, do seu cheiro inconfundível, da batida calma do seu coração que adoro (adorava) escutar facilitando sentir seu amor próximo ali adormecido velado muitas noites  pelo meu...
(by JanNe)