Pular para o conteúdo principal

HoMeNs! Oq FaRiaM??



“Aos 18 anos o homem não sabe nem como se diz bom dia a uma mulher. Devia nascer já com 30”.
Nelson Rodrigues


Sábio Nelson Rodrigues. A frase é boa, mas meio complicada em se argumentar, pois há homens e homens! Já vi muitos garotões novinhos, novinhos com a mente de um homem de 30 e já vi também homens ‘vividos’ com a mente de crianças. Então o assunto acaba sendo meio relativo a minha opinião.
Se homens são gentis e educados a mente perversa logo os intitula “viados”, agora se são trogloditas, ogros, leigos, são logo descartados. É complicado avaliar em apenas um sonoro e simples “Bom dia”.
Bom dia eu dou sempre que percebo que terei resposta e isso não inclui saber a idade mental da pessoa. Basta um simples ‘oi’ para que desarme qualquer pensamento alheio ao nada, que desarme qualquer mente perturbada ou nos tire do estado ‘alfa’ em que nos encontramos muitas vezes.
Diria que um homem de 18 teria toda timidez botada a prova no simples fato de se doar um ‘Bom dia’ assim logo de cara, mas um de 30 teria toda doçura e segurança e estaria inclusive medido a risca toda conseqüência do seu singelo ato...
Daí a pergunta que não quer calar... Esse “bom dia” estaria cheios de intenções inenarráveis ou seria apenas um ato cotidiano?
Confesso que até questionei via MSN alguns amigos, dando-lhes as duas opções (com intenções ou sem intenções), todos é claro seguiram a primeira opção e me falaram diversas coisas engraçadas. Todas ligadas a um súbito interesse machista e outros apenas afirmaram, que o ‘bom dia’ seria apenas uma ponte para o algo mais tão sonhado... “se após um ‘bom dia’ ela demonstrasse interesse, chegaria chegando (esse foi o termo) ou o daria apenas no dia seguinte, quando acordássemos juntos, agora se a resposta invisível fosse negativa, nem apostariam na conquista”... Ah, homens! Tanto faz terem 18 anos mas com alma de 30 ou vice-versa. Todos meios parecidos, apenas o que muda é a tal intenção.

E saber que a alma feminina embora cheia de mistérios, muitas vezes se é tão clara. Um “Bom dia” súbito e casual significa apenas um mero bom dia e não uma incógnita. Damos mais valor no que vem por trás do olhar do que nas palavras em si.
Um olhar derruba nossas defesas e nada mais importa.

Há os que acham quase impossível se conquistar alguém através de um ‘bom dia’, mas não existem os tão comprovados amores à primeira vista?? E ao que me parece, nesses casos não se precisa dizer absolutamente nada... é tudo lei da atração.
Outros diriam o bom dia depois de sorrirem, outros trocariam olhares até terem segurança para se abrir à boca e outros se sentem tão seguros que acham que o charme basta (risos).

A conclusão é magnânima. Não há como ‘ensinar’ um homem a falar um ‘bom dia’ carregado de emoções as quais, nós mulheres sonhamos naquele momento em si. Pois hora ouvimos apenas o óbvio e necessário e em muitas outras fantasiamos. E cá entre nós (mulheres), homens literalmente se perdem nesses momentos tentando decifrar nossos desejos e daí se vinga as mais absurdas mancadas. Eles se perdem por não saberem jamais decifrar nossos estados de espírito, nossas emoções, nossos sentimentos...

Não dizem que homens demoram a amadurecer? Que são de marte?
Embora eu os ame, seja fanática e tals, acredito fielmente nessas colocações sinceras. Ei, mas não estou sendo feminista, peraí...
É que homens nascem com a razão e nós (lindos seres de saias e mortais) nascemos com coração!!
E que venham os “Bons Dias” todo dia. São bem aceitos e nos fazem um bem enorme.

Viva os seres de Marte! Amo vocês.

Bjux
Jana

Comentários

Anônimo disse…
Parabéns!!! Ficou ótimo!!! Pra alguém que estava procurando sobre o que escrever hein...
Ass. Quem sugeriu o tema...

Postagens mais visitadas deste blog

FrOntEirAs dA ViDa

As fronteiras são simultâneas, vão e vem sem que gritemos por sua necessidade, elas apenas acontecem e se colocam como uma linha imaginável entre o certo e o errado. Somos educados apenas para respeitá-las, como reais limitações. A fronteira de uma vida tem fases, nomes, sentimentos e emoções. Quando pequenos nossa fronteira chama-se tempo. Ela nos impede de termos a noção de nossas escolhas, nos colocam um freio e vivenciamos um mundo infantil, totalmente alheio, tão imensamente inocente. Depois a fronteira se estende e entramos numa espécie de confusões e anseios infinitos e de difícil moderação. Somos enfim, adolescentes.
Apáticos, alegres e dificilmente compreendidos. A fronteira é única, a de um mundo de ilusões sem fim. Tudo acontece, tudo se perde da maneira como se chega.
A fronteira da maturidade é a felicidade...
Certo? Errado? Não mais. A questão agora é tudo ou nada. Ou tenho tudo ou não tenho nada. Quero meus sonhos aqui agora, ou não os quero mais. Abandono-os na fronteira …

Amizade conveniente

Hoje acordei com saudade de ter um amigo por perto. De jogar conversa fora, de dar aquelas velhas gargalhadas ou simplesmente de olhar para o tal amigo e desvendar suas mensagens codificadas, sejam elas quais forem (através de um olhar, de um gesto, de meias palavras ou de seu próprio silêncio). Li certa vez que “amigos são anjos que Deus colocou a nossa volta”, será que isso bate com a realidade??
Só acho uma tarefa um tanto quanto difícil. Imagina entender a alma alheia? Decifrar códigos, saber suas cores preferidas, o que gosta ou que não gosta, aceitar numa boa suas opiniões (mesmo tendo a sua totalmente contrária) e acima de tudo apoiar-lhe quando as chances de acertos são nulas e “seu amigo” não enxerga isto.
A probabilidade de ser ter um amigo fiel – justo – perfeito é de 0,05% (acha pouco?) então saia pelas ruas e pergunte ao número de pessoas que quiser se este ou aquele já não foi traído por um amigo??? Cara, você vai se surpreender... As pessoas se traem a todo instante. E …

** Na BrinCadeiRa, eu diGo a VerDade **

Certas palavras são ditas como por brincadeira, meio sem jeito... toda tímida... Mas são palavras... Que não voam com o tempo, permanecem com vida! Às vezes digo que amo, outras nem isso...
Mas basta ver aqui na menina dos meus olhos a alegria de estar com você o êxtase, o sorriso solto, minha maneira sem jeito de mostrar que me faz falta
Falta da felicidade eternizada na memória das lembranças boas
Fico sempre com a platéia das emoções, do seu cheiro inconfundível, da batida calma do seu coração que adoro (adorava) escutar facilitando sentir seu amor próximo ali adormecido velado muitas noites  pelo meu...
(by JanNe)