quarta-feira, 25 de novembro de 2009

** CoNtRaRieDadE **


Estou chateada agora.
Por que será que ser feliz incomoda tanto?
Não acho que seja ‘ridículo ser feliz’ e muito menos se mostro isso com palavras e atitudes.
Mas há os que pensam ao contrário. E aqueles que falam as coisas para machucar... Poxa, e essas pessoas são justas as que a gente menos se espera... Aquela que menos suponhamos que vai lhe dar uma rasteira...
Talvez o melhor seria manter meu silêncio absoluto para preservar meu estado de espírito já que ele incomoda tanto assim...
Não tenho problemas com opiniões ou sugestões contrárias. Mas também não posso ser hipócrita a ponto de ignorá-las. E se me fazem mal então, sou realista e estampo isso no meu rosto. Natural.

Sempre quis viver um conto de fadas. Sempre disse isso aqui. Sou mesmo daquelas que se esconde em um espelho... me faço de forte... me cerco de minhas muralhas... mas na verdade sou autêntica aos meus sonhos e fantasiar sempre foi minha diversão predileta. Sonhei sim com um príncipe encantado... o procurei... e o tempo me fez desistir... Mas agora é diferente... eu o encontrei... Sim, encontrei. Mesmo que tudo se acabe ou que tenha prazo de validade... um dia... um mês... um ano – não importa – o que vale pra mim de fato são os momentos que vivi intensamente, aqueles que fui feliz...

E se fui ridícula em ver o mundo de cores diferentes, isso é problema meu.
Porque meu mundo agora está brilhando com cores vibrantes... está cheio de fantasia... está transbordando de coisa boa, sentimentos bons e puros. É... eu ainda posso sentir isso. Não me importo se incomodo.
Há os que mantêm os olhos na verdade... E há os que vivem uma mentira diária.
Não posso alterar a visão de ninguém.
Posso e devo seguir minha vida... Sorrir apenas pra ela ou por ela...
Já chorei muito, em longos períodos. Cansei dessa amargura.

A realidade se confunde com a magia. Ofusca os carentes de amor. Causa-lhe rancor.
Mas não fique assim, uma hora o sonho encantado te pega de jeito...
Bagunça tua vida...
Faz-te ridículo (a) como eu.
E sejamos felizes ridiculamente... Porque o amor, Ah... Esse tem cor... Tem sabor... E poder para que monte o seu próprio castelo... De areia ou de concreto... Não importa...

Apenas seja feliz como for!


Besos
Janynha
************************

P.s.; Ao meu então amigo Duda e minha querida Lulu rogo a Deus paz e conforto... essa tempestade passará... e o castelo de vocês voltará a ter as belas flores de sempre... Viva Duda... viva intensamente... é o que esperamos de vc... Adoro vocês!

Nenhum comentário: