domingo, 8 de novembro de 2009

** SeM FrOnTeiRaS **


De repente o conto de fadas se faz real...
O destino entrega nas minhas mãos algo inesperado, de supetão.
Como não aceitar e não gostar logo de cara?
Se é tudo como pintei trilhões de vezes na minha memória vazia...
Sonhos iam e viam,
Mas ser feliz mesmo eu não sabia...

Soube que bastaria acreditar, mas já tinha matado as esperanças uma a uma
Devido à demora do tempo chegar...
Meu romantismo havia sido arquivado na memória... Numa caixinha simples, guardada num canto qualquer do meu ser...
Eu estava lá com ela... Sempre nas angustias... E mesmo assim não queria lembrar.

Ah! Pra que lembrar que já fui doce,
Apaixonante, vidrada no amor e na emoção...
Lembrar que tinha o sorriso sincero e o coração sem riscos...
Por isso eu corria dessa caixinha... e assim a deixei esquecida...

Mas alguém chegou...
Preencheu as lacunas
Tomou posse de mim sem permissão
Tirou-me da minha própria caixa e continua segurando minhas mãos...

Não sinto medo se amanhã tiver que escrever linhas tristes novamente...
Eu só tenho medo de não saber viver o momento direito...
Mas desde já, penduro as chuteiras do medo... Quero ser feliz... Nem que seja apenas agora ou um pouco amanhã...
Vou bebendo essa alegria aos goles, pouco a pouco, para que o sabor permaneça em minha boca, para que o vento traga o perfume suave da felicidade...
Afinal não posso vê-la, mas posso senti-la (...)


“Todos temos que ter um amor pra recordar”

By Jana

Nenhum comentário: