Pular para o conteúdo principal

Oq iMpOrTa é SeR vOcÊ!

Eis o que diz meu horóscopo de hoje:

“A energia do dia está bem gostosa. Você está mais maternal e compassivo, carinhoso e receptivo. Isso será muito benéfico para um maior aprofundamento em seu mundo emocional. Você já sabe o que deve fazer para acelerar seu processo de mudança? Se ainda não souber, procure ouvir seu coração. Ele já tem todas as respostas.”

Tudo está exatamente desta forma... mas ainda não consegui enxergar minhas próprias respostas. Claro, ando me sentindo meio cansada, um pouco tensa devido ao acúmulo de responsabilidade, mas nada que vá desestabilizar meu estado de espírito.
Eu ainda sinto no peito aquela imensa paz que citei aqui no último post, mas me sinto cansada, corpo cansado! Só isso.
Até mesmo as boas e velhas palavras me desapareceram como em um passe de mágica... mas outras virão ainda mais fortes, cheias de vida... Creio nisso.
Ah, terminei o livro “Crepúsculo” e antes que eu compre a próxima edição (continuação) e a outra também, ainda não poderei dar uma opinião sincera sobre a leitura... mas posso adiantar que li ou melhor, devorei, o livro em apenas 03 dias, tamanha minha empolgação... Muito bom mesmo... nem tenho vontade de perder meu tempo assistindo ao filme, já que dissiparam minha curiosidade.

Hoje, relativamente agora, eu estou com saudades de uma amiga... Alguém que dividi tanta coisa e que precisei me distanciar por N motivos... é claro que a consideração continua intacta.
Eu sinto saudades das nossas conversas, dos risos, dos olhares sem a mera obrigação de se dizer alguma coisa (pois ela tem o dom de me compreender).
Ah, tanta água rolou...
Eu me senti ‘deletada’ entende? Deletada da nova fase da vida dela, tipo, talvez eu não me encaixasse mais a sua nova maneira de ser, seu novo ciclo de amizades... isso me chateou um bocado e acabei dando espaço.
Acabei me sentindo mal com a nova posição, a de ouvinte apenas e não mais como amiga como antes. Sem contar que ela me traz lembranças que eu quero esquecer... até mesmo o perfume dela me coloca num mar de tristezas (pois é idêntico ao de outra pessoa, tão ligado a ela, por laços familiares e que para mim jaz em algum lugar em meu peito).
Uma certa vingança por parte dela? Talvez sim, para que eu não esqueça dos meus erros. Sim, pode ser...
Mas não estou apontando culpados entre nossa amizade. Apenas estou expondo meu ponto de vista.
Hoje percebo que é melhor assim. Estou bem assim. Com muitas saudades, mas, porém tenho a certeza que ela ficará bem sem minha intromissão constante.

Amigos são assim... vão e vêem.. entram em nossas vidas sem hora marcada e saem antes mesmo de dizerem adeus.
Fico eu com minhas emoções e minhas experiências cruciais.
Toda saudade passa, devasta... mas vai embora após certo tempo.
Prometi a mim mesma o silêncio mediante a assuntos que dei por encerrados (mesmo não tendo a capacidade de resolvê-los ao meu modo – colocá-los em pratos limpos).
Deixo pra lá, qualquer vestígio de ressentimento... estou em paz!
Novos horizontes surgiram, afinal estou em processo de mudança (risos) - Que para mim representa algo muito importante...

A felicidade é momentânea perante a amizade, a amores...
Sei que dei o máximo de mim, que fui leal e assim serei enquanto respirar. Isso é o que importa agora... minha consciência!

Estou tranqüila!





BjoOo
Jana







Comentários

Pleiba disse…
Bom dia!!!
nossa vc devorou um livro em apenas 3 dias ;o
ta brincando neh?! puts!
Ei Ei moça...vc ganhou um premio!
Cadê? não vai pegar?
Poxa ganhou dois selo!!! :( a não!!! vc vai participar sim neh?
a vai...
Beijuzzz

Postagens mais visitadas deste blog

FrOntEirAs dA ViDa

As fronteiras são simultâneas, vão e vem sem que gritemos por sua necessidade, elas apenas acontecem e se colocam como uma linha imaginável entre o certo e o errado. Somos educados apenas para respeitá-las, como reais limitações. A fronteira de uma vida tem fases, nomes, sentimentos e emoções. Quando pequenos nossa fronteira chama-se tempo. Ela nos impede de termos a noção de nossas escolhas, nos colocam um freio e vivenciamos um mundo infantil, totalmente alheio, tão imensamente inocente. Depois a fronteira se estende e entramos numa espécie de confusões e anseios infinitos e de difícil moderação. Somos enfim, adolescentes.
Apáticos, alegres e dificilmente compreendidos. A fronteira é única, a de um mundo de ilusões sem fim. Tudo acontece, tudo se perde da maneira como se chega.
A fronteira da maturidade é a felicidade...
Certo? Errado? Não mais. A questão agora é tudo ou nada. Ou tenho tudo ou não tenho nada. Quero meus sonhos aqui agora, ou não os quero mais. Abandono-os na fronteira …

Amizade conveniente

Hoje acordei com saudade de ter um amigo por perto. De jogar conversa fora, de dar aquelas velhas gargalhadas ou simplesmente de olhar para o tal amigo e desvendar suas mensagens codificadas, sejam elas quais forem (através de um olhar, de um gesto, de meias palavras ou de seu próprio silêncio). Li certa vez que “amigos são anjos que Deus colocou a nossa volta”, será que isso bate com a realidade??
Só acho uma tarefa um tanto quanto difícil. Imagina entender a alma alheia? Decifrar códigos, saber suas cores preferidas, o que gosta ou que não gosta, aceitar numa boa suas opiniões (mesmo tendo a sua totalmente contrária) e acima de tudo apoiar-lhe quando as chances de acertos são nulas e “seu amigo” não enxerga isto.
A probabilidade de ser ter um amigo fiel – justo – perfeito é de 0,05% (acha pouco?) então saia pelas ruas e pergunte ao número de pessoas que quiser se este ou aquele já não foi traído por um amigo??? Cara, você vai se surpreender... As pessoas se traem a todo instante. E …

** Na BrinCadeiRa, eu diGo a VerDade **

Certas palavras são ditas como por brincadeira, meio sem jeito... toda tímida... Mas são palavras... Que não voam com o tempo, permanecem com vida! Às vezes digo que amo, outras nem isso...
Mas basta ver aqui na menina dos meus olhos a alegria de estar com você o êxtase, o sorriso solto, minha maneira sem jeito de mostrar que me faz falta
Falta da felicidade eternizada na memória das lembranças boas
Fico sempre com a platéia das emoções, do seu cheiro inconfundível, da batida calma do seu coração que adoro (adorava) escutar facilitando sentir seu amor próximo ali adormecido velado muitas noites  pelo meu...
(by JanNe)