terça-feira, 18 de maio de 2010

** O cAmiNho VoltA a SeR o MesMo **



Eis me aqui novamente antes do esperado... sim... eu mesma... e meu coração amargurado...

Dessa vez a página se virou...

E estou de encontro com uma totalmente em branco, sem saber direito como preenche-la... se com palavras doces ou com tudo isso que gostaria de por pra fora...


Se alguém tiver em mãos uma receita para se viver uma nova vida sem partes importantes, me ensine...

Viver poderia se resumir... em eu e eu mesma... sem sombras, sem passados, sem esconderijos internos, sem buscas ou perdas...

Mas meu mundo é altamente surreal.


Crio e fantasio, tudo a minha mais grotesca maneira de achar o que tanto procuro...

Amanhã estarei na praia (sim, uma fuga... pois eu sabia do meu presente, já o sentia indo ao longe, me dando suas contas, magoando meu viver, levando consigo sua representação tosca).

Porque sempre cabe a mim pular no abismo de olhos fechados??


Pulei.

E minhas únicas certezas era o bater descompassado do meu coração, o qual me ilude sempre que sente necessidade de enganar...

E tudo que senti hoje, foi a vontade imensa de sair daqui (desse lugar escuro), mas algo prende minhas pernas, minha vontade, minha história e minha visão.


Nesse momento eu estou indo embora...

Quero distancia de mim...

Prometo ignorar qualquer lembrança de felicidade que senti...

Prometo esquecer o rosto da saudade...


Não há mais espaços embora essa página esteja em branco em minha frente...

Arranco de mim com todas as forças do meu ser esse sentimento besta que só viveu por si só.

Vou esquecer.


Novamente a caminhada é solitária...

Não preciso de mais nada no momento... ficarei bem!


(...)

by Jana





Nenhum comentário: