terça-feira, 2 de março de 2010

** DePenDe d Mim **


Ah!! Os dias não são iguais. Nada é comum ou tem as mesmas formas quando se o mundo parece (in)diferente. Estou cheia de dúvidas e sem saber que porta abro primeiro.
Bem que falei que nada ia ser como antes... que as cores demorariam a voltar com seu brilho natural... é um outro prisma.

Remexo essa bagunça e não consigo encontrar o que quero!
Talvez o que deseje esteja distante. Tenha se apagado ou sumido e não quero, na boa, assumir isso.
Porque as pessoas fingem serem cegas se quando na verdade estão enxergando até mesmo o inevitável? Não querem sentir, não querem ouvir e a sanidade encontra-se à frente, gritando: “Ei, estou aqui!”

Na verdade estou contando os dias... seja debaixo de chuva, desmoronamentos e vendavais, preciso me achar. Adiar o óbvio anda me trazendo conseqüências graves, imperceptíveis ao alheio. Reflito. Sinto. Desisto.
Ando sem condições emocionais para tal.
A rosa em minhas mãos está murcha, sem vida...com sede.
E eu em órbita com meus pensamentos...

Analiso cada passo. Revejo cada momento.
Tenho as respostas, mas prefiro não dar créditos agora.
Sinto-me absoluta em mim. Eu X eu.
Não anseio mais nada.

Aos poucos vou anestesiando meu espírito.
Tudo se reflete diferente por hora.
Sento-me mentalmente debaixo de uma figueira,
Paraliso o olhar... vejo o mundo rodar...
O mundo de hoje, de ontem, anteontem...
Preciso mudar!

Se o sol não brilhar, continuarei...
Saberei que pertenço a mim.
E só eu tenho minha felicidade...

Sair debaixo da figueira é que está me custando tanto!

(...)
by Jana

Um comentário:

Pleiba disse...

OIe Jane
olha quem veio te ver rs :)
o problema da gente sabe qual é?! é querer ter resposta p tudo nesta vida, querer sentir, querer as coisas perfeitas e nos mesmo não somos... é simple p aquelas pessoas que não querem entender a vida e sim vive-la so isso... vai entender agente rsrs to sempre aki um bjux e manda um bju p as meninas ;p