domingo, 26 de setembro de 2010

** NaDa fAz SeNtiDo **

Talvez um pássaro possa seguir sem sua canção, talvez ele seria só mais um em meio a tantos solitários... Seguindo um frash de luz... Um horizonte qualquer...
Mas ele sabe que a jornada será complicada. Pois a saudade de sua canção vai ferir seu mais intimo do ser, abalando assim seu estado de espírito...

Mas o dever é continuar...
Há um caminho a buscar, mas silenciosamente isso se torna quase impossível.
Por mais que se depare com o cansaço e que suas forças estejam esgotadas... ele sabe que a rota anterior tem que ser esquecida. Quem sabe numa próxima vez, quem sabe um dia desses por acaso!

Nada faz sentido.
Sem sua canção, o mundo pára.
Só se ouve seu coração batendo inutilmente.

Onde ela foi parar? Porque deixou de sair sorrateiramente?
Porque tem que enfrentar tantas chuvas para reencontrá-la?
Não poderia simplesmente continuar dentro dele sem lhe roubar a vontade?

Mas ela se foi.
O dia amanheceu entre as folhas, e ela já não estava mais ali... Dentro de si.
Nada se compara a sua presença a lhe encher os pulmões de felicidade.
Nada trará mais alegria do que o seu puro som...

Ah canção!
Por algum motivo qualquer, hoje se esqueceu do pássaro.
Deixou-o sem rumo, voando alto... Mas sem motivo algum.
Ele segue com sua alma pequena, segue sentindo sua falta...
Talvez aprenda tudo novamente... Como te ganhar a confiança...
Mas será que será a mesma coisa??

Por enquanto, deixe-o com sua dor, a lhe torturar o tempo...
É o que penso...

(by Jana)
P.s.; Ao Gordo, meu irmão... um abraço na alma e muito obrigado por fazer parte da minha vida esse tempo todo (kkk ainda bem que crescemos, senão tínhamos nos matado)... Felicidades... que 'Papai' te proteja sempre! Feliz Aniversário.



Um comentário:

End Fernandes disse...

Muito foda esse poema heim =] se pá ele vai fazer remix disso tudo Jana...