sábado, 15 de janeiro de 2011

** IgnOrar pra quE? **


De livre e espontânea vontade,
Eu me deixo um pouco
E sinto sua falta

Amanheci com seu olhar a me observar
Olhos que me viam por dentro
E que amava tanto quando estávamos frente a frente

O contorno do seu rosto e seu sorriso pragmático ficaram
 E perco-me na falta de sua boca
A me falar de coisas amenas
A deixar sair eu amo você

Gostava quando adormecia ouvindo seu coração
Depois de uma entrega profana
                E ainda assim,
Eu escolhia o
Seu prazer em meio a minha própria satisfação

Sempre foi assim
A prioridade sempre foi você

Hoje o vento ainda trás sua alma
Recuso-me a vê-la
Mas o coração ainda discute comigo

Finjo ter paciência,
Deixo tudo vir
Talvez assim a saudade machuque menos
E decepa-se logo como nuvem

E segue nessa estrada de um tempo descartado, onde na garupa
A chuva molhava meu corpo e riamos da felicidade

Lavava com águas do céu
Meu sorriso
E hoje molha apenas

Como se perder fosse o ultimo golpe
Como sentir sua alegria fosse só mais um dos tormentos
Acostumei com isso, e assim nem vou mais te ver como fazia antes

Mas hoje acordei perto de você sem querer
Como se precisasse te por no colo e vê-lo chorar pela revolta dos seus erros
Como se ainda precisasse ouvir minhas poucas palavras
Ou eu as suas...


...

- by JanNe -





2 comentários:

End Fernandes disse...

Jana,

Vc anda acordando romântica meu anju! =]

É bom te ver assim,
por que na verdade eu sempre de alguma forma te vi assim.

E tenho certeza que não é o meu olhar que te molda...

Por que eu vejo sentimentos puros em vc...

de verdade.

e vc sabe o quanto somos sintonizados? kkk

Com certeza de uma forma que eu nunca experimentei...

Bjuuus
Se cuida
T Amu
=]

Janaína Pupo disse...

Oi minha linda, estou de volta!
Como você está?
Saudade!