terça-feira, 11 de janeiro de 2011

** A vida Não Pára **




Mesmo que eu queira parar tudo por instantes
Tudo continua a rodar, fechando ciclos, abrindo novos horizontes
E como num furacão sinto-me no meio dele
Vendo tudo girar

É como abrir os olhos depois de uma breve ausência
E perceber que tudo mudou
...Ápice
...Avalanche
...Silêncio

Não há chances de se parar o tempo
E muito menos de se prender a ele
Vai ver que somos mesmo livres
Mas presos ilusoriamente num viver
Sem perceber o mundo em si

Às vezes acho que ninguém sabe mesmo onde quer chegar
Vai seguindo um caminho como se alguma placa indicasse a felicidade logo ali adiante
Onde as pedras machucam os pés
onde sente vontade de correr, mas não pode!
 e onde os passos devem ser lentos

Para que se sinta a alma
Para que perceba a vida
dentro
e
fora

Uns destroem tudo
Outros colorem – como eu.
E centenas apenas passam...

Os sentimentos oprimem o ser quando se quer chorar
E os mesmos, estufam o ego quando a alegria chega

Mas vá...
Siga!
O caminho é só seu/nosso

Cruzaremos os caminhos em tempos certos
E assim as flores brotam outra vez
Saiba apenas que a separação é inevitável (mas não chores)

O que todos não vêem é o que importa mesmo é a Alma
E essa pode estar em todos os cantos, em qualquer tempo
Em meio a furacões e em dia ensolarados...

Onde se tem vida e toca-se com a mão, lá está ela
Junto e parte de ti
Num conjunto de obra divina
Alimentada pelo coração

Só não pare de caminhar...
Continue a moldá-la com fé e esperança
E acredite...  
é tão bom "ainda" estar no meio do caminho...
Apenas valorize mais a sua volta

E se cuide com mais carinho!



- by JanNe -

Nenhum comentário: