Pular para o conteúdo principal

PaIxÃoOo sErVe PrA qUê??

29/5/2008 16:23:56

Olha só o que por acaso, acabei lendo e achei digno de ser postado para maiores comentários...

“Paixão é para se viver. Para se entregar. Para sofrer. Para gozar. Para rir e chorar. Para sentir uma infinidade de inexplicáveis sensações, umas boas, outras ruins. Frio na espinha, embrulho no estômago, desejo ensandecido, medo de ser traído, tonturas, arrepios, tremores. Paixão provoca visões: fogos de artifícios, finais trágicos, cataclismas, véus, grinaldas, tempestades ou dias de sol, independente do que está acontecendo no mundo lá fora. Paixão é feito montanha russa. È necessário tomar alguma precaução para evitar danos irreversíveis. No mais, é para se arriscar. Ou para se desistir dela.”

Caracaaaa! Isso resumi muitos corações que ainda não sabem que nome dar a tais coisas ou transformações tão inesperadas que sentem...
“Paixão” – eis a palavra chave! Eurekaaaaa... hahahahaha
Pra ser sincera (longe de mim filosofar qualquer tipo de assunto), a paixão é mesmo algo arrebatador... que machuca, modifica cada ser, desde sua atitude ao seu modo de pensar. Leva ao paraíso e a ruína como um passe de mágica. Deveríamos ter um manual de cada sentimento (mas será que surtiria efeito saber as conseqüências e os porquês de tudo?). Improvável.
O gostoso é dar a cara à tapa, é enfiar a cabeça no desconhecido e cair de cabeça nesse abismo misterioso.
Engraçado... Eu só descobri que era apaixonada por alguém depois de anos de esquecimento (só assim parei para pensar e dei nome naquela avalanche de sentimentos confusos que senti). Pra falar a real, acho que tive duas paixões até hoje... pelo pai da minha filha Bruna e uma outra aí que nem compensa citar. O resto foi fogo de palha (como preferem os antigos)...
Só resolvi falar de “paixão” hoje porque acho uma palavra bonita (embora todo seu teor desconhecido) e sem contar que é algo crucial para qualquer ser. Falando de mim, prefiro usar umas das palavras do texto... Afirmo sem a menor dúvida que estou em estado de cataclisma.

Um brinde aos apaixonados de plantão...
E um Tim-tim para os poetas (sinceros devotos do amor e da paixão)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FrOntEirAs dA ViDa

As fronteiras são simultâneas, vão e vem sem que gritemos por sua necessidade, elas apenas acontecem e se colocam como uma linha imaginável entre o certo e o errado. Somos educados apenas para respeitá-las, como reais limitações. A fronteira de uma vida tem fases, nomes, sentimentos e emoções. Quando pequenos nossa fronteira chama-se tempo. Ela nos impede de termos a noção de nossas escolhas, nos colocam um freio e vivenciamos um mundo infantil, totalmente alheio, tão imensamente inocente. Depois a fronteira se estende e entramos numa espécie de confusões e anseios infinitos e de difícil moderação. Somos enfim, adolescentes.
Apáticos, alegres e dificilmente compreendidos. A fronteira é única, a de um mundo de ilusões sem fim. Tudo acontece, tudo se perde da maneira como se chega.
A fronteira da maturidade é a felicidade...
Certo? Errado? Não mais. A questão agora é tudo ou nada. Ou tenho tudo ou não tenho nada. Quero meus sonhos aqui agora, ou não os quero mais. Abandono-os na fronteira …

Amizade conveniente

Hoje acordei com saudade de ter um amigo por perto. De jogar conversa fora, de dar aquelas velhas gargalhadas ou simplesmente de olhar para o tal amigo e desvendar suas mensagens codificadas, sejam elas quais forem (através de um olhar, de um gesto, de meias palavras ou de seu próprio silêncio). Li certa vez que “amigos são anjos que Deus colocou a nossa volta”, será que isso bate com a realidade??
Só acho uma tarefa um tanto quanto difícil. Imagina entender a alma alheia? Decifrar códigos, saber suas cores preferidas, o que gosta ou que não gosta, aceitar numa boa suas opiniões (mesmo tendo a sua totalmente contrária) e acima de tudo apoiar-lhe quando as chances de acertos são nulas e “seu amigo” não enxerga isto.
A probabilidade de ser ter um amigo fiel – justo – perfeito é de 0,05% (acha pouco?) então saia pelas ruas e pergunte ao número de pessoas que quiser se este ou aquele já não foi traído por um amigo??? Cara, você vai se surpreender... As pessoas se traem a todo instante. E …

** Na BrinCadeiRa, eu diGo a VerDade **

Certas palavras são ditas como por brincadeira, meio sem jeito... toda tímida... Mas são palavras... Que não voam com o tempo, permanecem com vida! Às vezes digo que amo, outras nem isso...
Mas basta ver aqui na menina dos meus olhos a alegria de estar com você o êxtase, o sorriso solto, minha maneira sem jeito de mostrar que me faz falta
Falta da felicidade eternizada na memória das lembranças boas
Fico sempre com a platéia das emoções, do seu cheiro inconfundível, da batida calma do seu coração que adoro (adorava) escutar facilitando sentir seu amor próximo ali adormecido velado muitas noites  pelo meu...
(by JanNe)